Nissan planeja fechar 10 mil vagas em operações globais

Unidades da América do Sul e outras com baixa rentabilidade estariam no plano de cortes

58

Nissan - plano de cortesNissan – plano de cortes

Nissan informou ao jornal Kyodo News que planeja cortar mais de 10 mil postos de trabalho de suas operações globais. Segundo o periódico, fábricas na América do Sul e em outras regiões com baixa rentabilidade estariam sujeitas ao plano de cortes. A Nissan tem duas fábricas na América do Sul: Resende (RJ, onde são feitos o utilitário esportivo Kicks, o hatch March e o sedã Versa) e Córdoba (na Argentina, onde é fabricada a picape Frontier).

No Brasil, o único desses modelos com grande volume é o Kicks, terceiro SUV mais vendido no País, com 29,2 mil unidades no acumulado de janeiro até 22 de julho. O Versa teve 11,4 mil emplacamentos neste mesmo período, o March, 3,2 mil e a Frontier, 4,3 mil.

A fábrica de Resende

A fábrica de Resende é a que emprega maior número de funcionários, 2,4 mil, trabalhando em dois turnos. A unidade de Córdoba foi inaugurada há um ano com mil empregados diretos. O plano para 2019 era produzir ali cerca de 50 mil picapes na soma de Frontier, Renault Alaskan e Mercedes Classe X. A montadora alemã, no entanto, recuou da decisão de fazer ali seu utilitário e a Alaskan ainda não entrou em linha na Argentina.

O plano da Nissan relacionado aos cortes deve ser anunciado pela montadora na quinta-feira, 25, dia em que a montadora vai divulgar os resultados para o período entre abril e junho. Em razão do fraco desempenho nos Estados Unidos, a Nissan prevê forte queda em seu lucro no ano fiscal de 2019. Procurada, a Nissan do Brasil informou não ter conhecimento do assunto.