Home Carro e Moto Panasonic não vai investir em fábrica de baterias da Tesla

Panasonic não vai investir em fábrica de baterias da Tesla

59

Expansão da GigafactoryExpansão da Gigafactory

A Panasonic é a única fornecedora de baterias para os carros elétricos da Tesla e essa parceria seria ampliada ainda mais neste ano, quando a companhia japonesa investiria US$ 1,6 bilhão na expansão da Gigafactory 1, uma das fábricas de baterias da Tesla localizada em Nevada, nos Estados Unidos.

Contudo, segundo o site Nikkei Asian Review, a companhia japonesa voltou atrás e não deve mais realizar o investimento. Ao que tudo indica, os prejuízos com o fornecimento de baterias para a empresa de Elon Musk falaram mais alto — no último ano fiscal, a Panasonic perdeu mais de US$ 180 milhões neste negócio.

Ainda de acordo com a publicação, a Panasonic também não será mais parceira da Tesla na instalação de uma nova fábrica em Xangai, na China.

Tesla questiona

Apesar de as informações trazerem ares de uma relação estremecida, um porta-voz da Teslaquestiona a reportagem e garante que o investimento de “quantias substanciais” por parte da Panasonic ainda está mantido.

O negócio seria o seguinte: o plano original era ampliar em 50% a produção de baterias na Gigafactory 1, mas o aporte da Panasonic permitiria um incremento inicial de 35%, chegando aos tais 50% logo em seguida — tudo sem aumentar o número de linhas de produção, cita a Tesla.

“Mais importante, ao contrário do que está implicado na reportagem da Nikkei Asian Review, a nossa demanda por baterias continua a superar a oferta. Essa continua a ser a restrição fundamental para os veículos da Tesla e para a produção das Powerwall/Powerpack”, informou a empresa em contato com o site Quartz.