Autopeças faturam 12,8% a mais no primeiro bimestre

Participação das montadoras nas vendas começa a voltar ao período pré-crise

41

Governo facilita a importação de autopeças sem similar nacional

Autopeças

O faturamento da indústria brasileira de autopeças cresceu 12,8% no primeiro bimestre de 2019 quando comparado ao mesmo período do ano passado. A variação positiva chega a 15,4% na análise dos últimos 12 meses. A alta no bimestre decorre do crescimento de 15,1% nos negócios com as montadoras. As entregas no mercado e reposição também tiveram crescimento importante, de 13,4%. As exportações, porém, aumentaram apenas 1,5% na análise em reais e recuaram 12,3% em dólares. Os números foram divulgados pelo Sindipeças, entidade que reúne fabricantes do setor.

 

A participação das montadoras atingiu pico de 65,4% no faturamento de fevereiro, nível mais próximo ao do período pré-crise. E a utilização da capacidade instalada no segundo mês do ano atingiu 70%, o melhor desde agosto do ano passado. No acumulado dos últimos 12 meses, a utilização da capacidade cresceu 2,4 pontos porcentuais.

O nível de emprego no setor aponta queda de 0,2% no primeiro bimestre ante igual período do ano passado, mas apresenta alta de 6,5% na variação dos últimos 12 meses.