Abraciclo revê projeção de 2019 para cima

57

Abraciclo revê projeção de 2019 para cimaFabricantes de motocicleta

Os fabricantes de motocicleta no Brasil estão otimistas quanto ao desempenho do mercado em 2019. Passado o primeiro trimestre, a Abraciclo, entidade que representa o setor, reconsiderou a projeção de produção e vendas no ano.

No varejo, as projeções passaram de avanço de 6,2% para 8,5%, o que significa 1.020.000 motocicletas emplacadas, de acordo com os números da Abraciclo. Em unidades, seriam 22 mil motos a mais frente a 2018.

As exportações

As exportações, porém, foram revistas para baixo. A entidade falava em 49 mil motos enviadas ao mercado externo, mas, diante da nova realidade, baixou para 40 mil, número 41,2% menor na comparação com 2018.

“A retomada do setor de motocicletas no mercado interno no primeiro trimestre superou as expectativas. A estabilidade das taxas de juros no menor patamar histórico e a ampliação da oferta de crédito pelos bancos têm contribuído para a recuperação mais acelearada do setor. Já em relação às exportações, o recuo está diretamente relacionado à redução dos embarques para a Argentina, principal destino das motocicletas fabricadas no Polo Industrial de Manaus”, falou Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Segundo a Abraciclo, os motivos para o crescimento do mercado no primeiro trimestre do ano passam pela confiança do consumidor, que vem subindo, elevação do crédito e redução da inadimplência, além da maior disponibilidade de motocicletas na rede de concessionárias, e a procura dos clientes por modelos novos e tecnológicos.