Caminhões e ônibus lideram venda de veículos

34

Caminhões e ônibusCaminhões e ônibus

Os bons indicadores do comportamento da indústria em janeiro, divulgados há poucos dias pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), encontram confirmação em alguns dados referentes a fevereiro. É o que se constata no informativo sobre emplacamentos da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) relativo ao mês passado, que evidencia expressivo crescimento de vendas – não só de autos e veículos comerciais leves novos – em relação a 2018.

Emplacamentos de caminhões e ônibus

O maior destaque foram os emplacamentos de ônibus, com aumento de 75,2% entre fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019 e de 84,1% entre os primeiros bimestres de 2018 e de 2019. Nas mesmas bases de comparação, as vendas de caminhões cresceram 66% e 58%. São indícios de elevação de investimentos, o que só ocorre quando as empresas passam a ver como provável um aumento da renda e da demanda.

Melhora da situação financeira

A melhora da situação financeira das famílias também parece estar presente nos dados da Fenabrave relativos à comercialização de autos e de veículos leves, com expansão de 25,2% entre fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019 e de 16,3% entre os primeiros bimestres dos dois anos.

Informativo da Fenabrave

A comparação mais favorável entre os meses de fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019 é, em parte, explicável pelo maior número de dias úteis do mês passado. Já a leve queda de vendas entre os meses de janeiro e fevereiro é pouco relevante, seja pelo número de dias úteis, seja pela sazonalidade.

O informativo da Fenabrave mostra também uma elevação expressiva das vendas de motos (+24,9% entre os primeiros bimestres de 2018 e de 2019), num sinal de recuperação dos ganhos das famílias de menor renda.

Recuperação do mercado de veículos

Há bons motivos para a recuperação do mercado de veículos. Isso se deve, notou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, à boa evolução do cenário econômico, com inflação controlada, juros mais baixos do que os cobrados há um ano e significativa melhora dos índices de inadimplência. “Isso é fundamental para fomentar a liberação de crédito pelo sistema bancário”, disse Assumpção.

A alta das vendas de veículos novos fez do mês passado o melhor fevereiro desde 2014. Ainda é pouco quando a comparação é feita com os melhores anos do setor, mas revela que 2019 deverá superar 2018.