API SN Plus já é realidade no Brasil

1483


API SN Plus

Já está disponível no mercado brasileiro a mais recente tecnologia para os óleos lubrificantes para carros de passeio, que atende à especificação API SN Plus, desenvolvida especificamente visando a proteção dos motores equipados com injeção direta de gasolina e também com turbocompressor, os chamados GDI e TGDI.

De acordo com especialistas, a tecnolgia API SN Plus é retro-compatível, ou seja, pode ser utlizada em substituição às especificações anteriores como API SL, SM e SN.

 API SN Plus previne a pré-ignição em baixa velocidade

Conforme explicação dos técnicos da Lubrizol, um motor TGDI, com suas altas pressões no cilindro em velocidades de operação lentas, cria um ambiente onde a combustão descontrolada (ou LSPI) é mais provável de ocorrer antes da mistura de ar / combustível ser inflamada pela vela de ignição.

Quando ocorre esse fenômeno, os proprietários de veículos podem perceber, desde o que pode parecer ser uma batida de motor tradicional (dano que geralmente se acumula ao longo do tempo) até uma falha súbita do motor – um evento de combustão catastrófico que destrói o motor. Não há nenhum aviso antes de um evento catastrófico, por isso o uso do óleo adequado é necessário.

“Embora um mecanismo TGDI promova uma potência robusta, com mais eficiência, este pode criar também condições potencialmente prejudiciais. Primeiro, há a questão de aumentar a diluição de fuligem e combustível devido a mudanças na injeção e na combustão. Esta nova forma de fuligem nos motores TGDI pode causar um aumento rápido da viscosidade do óleo, enquanto a mudança na injeção pode aumentar a diluição do combustível, acelerando o desgaste. Estas condições mais exigentes requerem lubrificantes de alto desempenho com melhores propriedades de limpeza e proteção antidesgaste, bem como melhor controle de oxidação”, explica Fabio Araujo, gerente de produtos da Lubrizol para America Latina.

API SN PlusO desgaste acelerado da corrente é outro problema comum causado pelas condições exclusivas de um motor TGDI, em que pode ocorrer muito mais rapidamente e prematuramente se não houver lubrificantes especificamente projetados para evitá-lo.

Fabricantes de veículos buscaram ajuda

Os fabricantes de veículos buscaram explicitamente a ajuda da indústria de lubrificantes para ajudar a resolver esse desafio. E é aí que entra a especificação API SN Plus, que foi desenvolvida especificamente visando a proteção dos motores com tecnologias GDI e TGDI, onde o lubrificante atua como uma solução para o problema da pré-ignição de baixa velocidade (LSPI). Entretando, os especialistas confirmam que esse nível de qualidade pode ser utilizado em qualquer tipo de motor do ciclo Otto, mesmo os que não possuem injeção direta.

Utilizar o óleo correto é muito importante

Hoje em dia, com a proliferação de novas tecnologias automotivas, utilizar os fluidos corretos nos motores é mais importante do que nunca. O impacto negativo e financeiro com uso do lubrificante inadequado no motor, pode ser muito pior do que simplesmente gastar um pouco mais na troca de óleo.

“Qualquer consumidor pode dirigir com uma confiança muito maior usando apenas óleos de motor API SN PLUS. Lojas, frotas e funcionários do setor precisam estar cientes e instruídos sobre exatamente por que o lubrificante certo é tão importante”, complementa Patrícia Nolasco, gerente de Marketing da Lubrizol para a América Latina.