Tendências na Indústria de Graxas

135

Hora da mudança para Graxas de Sulfonato de Cálcio

Por: Roberto Saruls

O mundo está passando por um período de grandes transformações em nossa vida cotidiana e em nosso trabalho. Na Indústria não é diferente: Indústria 4.0, Impressoras 3D, Eletrificação dos automóveis, desenvolvimento de novos materiais como o Grafeno, IoT (Internet das Coisas), Customização de Massa e muitos outros temas que apontam para
diversas direções. Por isso, a única certeza que temos é que o mundo, muito em breve, será bem diferente do que é hoje.

No entanto, essas transformações que hoje estamos vivendo não são exclusividades do nosso tempo. Elas ocorrem de forma cíclica na história e precisamos ficar atentos a estes sinais de mudança para não nos tornarmos “obsoletos”.

Como exemplo, sabemos que, no início de 1900, o meio principal de transporte na cidade de Nova York eram as carruagens a cavalo, e havia apenas um ou outro carro movido a combustão. Apenas 13 anos depois, a situação era completamente oposta, e fotos antigas mostram a paisagem da cidade totalmente dominada por automóveis nessa época. Esta
transformação foi possível graças à introdução por Henry Ford de conceitos revolucionários na época, como a Linha de Montagem e a Produção em Massa que ficou célebre com a frase: “O cliente pode ter o carro da cor que quiser, contanto que seja preto”.

Essas inovações permitiram baratear os custos do Ford T e torná-lo acessível à população, ao mesmo tempo em que praticamente exterminou uma das profissões mais antigas na época: a de ferreiro de cavalos. Alguns desses profissionais que estavam mais atentos a essas transformações conseguiram adaptar suas oficinas para pequenas funilarias, que
passaram a realizar manutenção para os automóveis que surgiam. No entanto, muitos ficaram presos ao passado e simplesmente se tornaram obsoletos!

Outros exemplos de transformação e rápida mudança de hábitos podem ser vistos mais recentemente na criação dos tablets e na constante inovação tecnológica dos telefones celulares. Há apenas alguns anos, havia uma tendência da indústria de produzir celulares de tamanho cada vez menores, quando então Steve Jobs teve a visão de criar o tablet
com sua tela de tamanho intermediário entre o celular e o computador caseiro, trazendo maior mobilidade e capacidade de conectividade entre as pessoas. Essa inovação revolucionou a indústria de celulares, fazendo com que os Smartphones modernos
tenham telas maiores e recursos (os chamados “aplicativos”) que antes eram restritos aos programas de computador, o que tornou o Smartphone uma ferramenta de comunicação muito mais ampla do que no passado.

Clique na revista abaixo e leia o restante do artigo na revista LUBES EM FOCO:

Lubes em Foco 68