IGP-M acelera alta a 0,79% na 1ª prévia de setembro, diz FGV

23

IGP-M

SÃO PAULO (Reuters) – Pressionado principalmente pelos preços de minério de ferro, milho e soja no atacado, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) acelerou a alta a 0,79 por cento na primeira prévia de setembro, de 0,70 por cento na primeira leitura do mês anterior.

Consumidora passa por mercado no Rio de Janeiro 09/12/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

Os dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram que, no período, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,20 por cento, contra avanço de 1,03 por cento na primeira prévia de agosto. O IPA mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral.

Matérias-Primas Brutas

O IPA mostrou que a variação do índice referente às Matérias-Primas Brutas se destacou ao avançar 2,58 por cento, depois de subir 1,66 por cento no levantamento anterior. Nesta apuração, os itens minério de ferro, milho e soja exerceram a maior influência para o resultado.

A FGV divulgou ainda que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30 por cento no índice geral, apresentou variação negativa de 0,04 por cento na primeira prévia de setembro, frente ao recuo de 0,07 por cento antes.

O destaque foi o grupo de Educação, Leitura e Recreação, que avançou 0,17 por cento depois de ter recuado 1,01 por cento no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, avançou 0,10 por cento, após alta a 0,41 por cento na primeira prévia de agosto.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.