Vantagem do álcool sobre gasolina é a maior da história

0
87

Vantagem do álcool sobre gasolina é a maior da história. Em alguns postos de Belo Horizonte, o preço do litro do etanol já é encontrado a 59% do valor do litro da gasolina. Em Minas, a média é de 61,65%, segundo o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Trata-se do menor percentual da história. Ou desde 2003, quando o primeiro modelo no sistema flex ganhou as ruas do país.

Vantagem do álcool sobre gasolina é a maior da história
Vantagem do álcool sobre gasolina é a maior da história

A constatação é do presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos, que ainda relatou que a produção de etanol hidratado vai crescer 30% na comparação com a última safra, o que pode reduzir ainda mais o valor do combustível.

Vantagem do álcool sobre gasolina

Em todo o país, o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou queda de 5,76% em julho, na comparação mensal. Na média brasileira, a paridade é de 60,70% entre os preços médios do etanol e da gasolina. “Belo Horizonte, em relação à média do Estado, sempre apresentou preços mais baixos para o etanol. Mas, se observarmos de maneira geral toda Minas, podemos constatar que há uma diferença média, nas bombas, de R$ 2 entre o preço da gasolina e o preço do etanol”, afirma Campos.

Ele explica ainda que a relação entre a diferença dos dois combustíveis é a mais baixa da história, o que tem incentivado a produção do biocombustível. “O consumo de etanol cresceu 86% no último ano, o que é um grande incentivo para a indústria”, completa. Por uma questão de rendimento do motor, o álcool é vantajoso quando seu preço não ultrapassa 70% do valor do litro da gasolina.

O preço

A equipe de reportagem foi conferir nas bombas essa diferença de preço. Em um posto da Via Expressa, a diferença de percentual entre gasolina e etanol era de 59%. E o movimento no posto só aumentou, segundo um frentista que atendia no local. “Aqui fica muito movimentado, mas a maioria só abastece etanol” disse o frentista do estabelecimento, Matheus Gilberto, 21.

Por lá, o etanol comum estava a R$ 2,69. Mesmo preço de outro posto de combustíveis na região Noroeste, onde essa diferença chegou a 59,61%. “Moro na região Leste e lá também tenho notado queda no preço, assim como na região Central. O álcool está compensando”, diz o funcionário do ramo de transporte, Júlio Fernandes, 36.

Questionado sobre o assunto, o Sindicato do Comércio Varejista do Petróleo de Minas Gerais (Minaspetro) reforçou que não faz pesquisas de preço e que cada empresário “define seu preço de venda, que varia de acordo com inúmeros fatores, tais como estratégias comerciais, localização e concorrência, entre outros”.

Combustível ficou mais barato em 18 Estados

Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros recuaram em 18 Estados brasileiros e no Distrito Federal, segundo a ANP.

Os valores médios do etanol seguem vantajosos sobre os da gasolina nos cinco Estados entre os maiores produtores do país – São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás e Mato Grosso.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 1,999 o litro, em São Paulo, e o máximo individual ficou de R$ 4,799 o litro, no Rio Grande do Sul. Em Minas esse preço foi de R$ 2,93, na última semana, segundo a agência.

A Petrobras anunciou que o preço médio do litro da gasolina, sem tributo, nas refinarias, que entra em vigor hoje, será de R$ 1,9331, queda de 0,69% ante o atual de R$ 1,9465. O preço do diesel, por sua vez, segue inalterado desde o dia 1º de junho