SK considera formação de parceria para produção de básicos nos EUA

0
52

A SK Lubricants está analisando a possibilidade de entrar em uma joint venture com parceiros globais para desenvolver outra fábrica de óleo de base no exterior. Em uma teleconferência, um funcionário reconheceu que o foco atual da empresa é em possíveis negócios nos Estados Unidos.

Perguntado sobre o status de uma joint venture para óleos básicos, Kim Mikyoung, líder da equipe de Gerenciamento de Desempenho, disse: “A partir do momento atual, estamos realmente no processo de revisar várias opções que estão disponíveis para nós, mas ainda não temos nenhum plano definitivo.”

A mídia sul-coreana informou que a SK está em discussões com múltiplos parceiros potenciais baseados na América do Norte, incluindo um acordo que poderia levar à abertura de uma fábrica em 2022.

SK tem histórico de parcerias

A SK Lubricants é o maior fornecedor mundial de óleos básicos do Group III. Entrou no negócio do Grupo III na década de 1990, com uma fábrica totalmente própria em Ulsan, Coréia do Sul, mas, desde então, tem se expandido em grande parte por meio de joint ventures. Parte da fábrica de Ulsan é agora uma joint venture com a japonesa JXTG Holdings. Também abriu fábricas do Grupo III através de joint ventures com a Pertamina, na Indonésia, e Repsol na Espanha.

Os Estados Unidos importam grandes volumes do Grupo III, em parte porque produzem relativamente pouco desse tipo de básico. A fábrica da Chevron em Richmond, Califórnia, produziu grupo III de 1998 a 2012, mas fora isso, a fábrica da Petro-Canada, em Mississauga, Ontário, foi durante anos a única fonte significativa de óleos virgens do Grupo III. A fábrica da Motiva, em Port Arthur, Texas, começou a fazer volumes não revelados do Grupo III, no final do ano passado. A fábrica de Calumet em Shreveport, Louisiana, e algumas rerrefinarias também produzem pequenos volumes do Grupo III.

A SK Lubricants tem falado em expansão por um tempo. Em abril, os planos para uma oferta pública inicial de ações foram engavetados – pela terceira vez em seis anos. Depois desse revés, a empresa declarou: “A SK Lubricants continuará a realizar seus projetos globais para garantir maior competitividade e presença de mercado como líder de mercado”.

A SK Innovation, empresa controladora da SK Lubricants, assinou um contrato para comprar a empresa americana de óleo e gás de xisto Longfellow Nemaha LLC, este ano.