Mercado Brasileiro de Lubrificantes – Primeiro semestre de 2018

0
462

Mercado Brasileiro de Lubrificantes

O primeiro semestre de 2018

 

Para apresentar uma análise do mercado brasileiro de lubrificantes, utilizamos inicialmente os números apresentados abaixo, que estão de acordo com os dados informados pelos produtores e importadores ao Sistema de Movimentação de Produtos – SIMP, da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP.

Você encontrará abaixo os seguintes conjuntos de dados:

1. Venda de produto acabado
2. Participação de mercado por companhia
3. Produção de óleo básico nas refinarias brasileiras
4. Produção de óleo Rerrefinado
5. Importação de óleos básicos

1. Venda de óleo lubrificante acabado

Consolidando os números apresentados pela ANP, para o primeiro semestre de 2018, o mercado brasileiro de lubrificantes chegou ao final do mês de junho, com um volume de vendas em torno dos 624 milhões de metros cúbicos, o que significa um crescimento de 2,1%, com relação ao mesmo período de 2017. É importante considerar que o mês de maio puxou para baixo o crescimento do mercado, sendo fortemente afetados pela greve dos caminhoneiros. Naquele mês, o mercado de óleos lubrificantes apresentou uma queda em torno de 15% nas vendas, contrastando com os aumentos de 8,1% em abril, e quase 5% em junho, todos em relação ao ano anterior.

Também é importante ressaltar que a produção nesse primeiro semestre de 2018 atingiu a quase 794 mil metros cúbicos.

Voltar ao início

2. Participação de mercado por companhia

A BR Distribuidora continua liderando o ranking das distribuidoras de lubrificantes no Brasil, com 20,5%, tendo as seis maiores empresas do setor, que são associadas à Plural (Ex Sindicom), detendo uma participação de 80,1% do mercado. A Cosan, representante da marca ExxonMobil no Brasil, chega em segundo lugar com 15% de participação, deixando a Ipiranga em terceiro, com 13%. Petronas e Shell continuam praticamente empatadas em quarto lugar com 9% cada.

Voltar ao início

3. Produção de óleo básico nas refinarias brasileiras

A produção de óleos básicos nas refinarias do Brasil terminou o semestre com um total em torno de 307,4 mil metros cúbicos, significando um aumento de 2,5% com relação ao mesmo período do ano passado. Também aqui, o mês de maio teve influência na redução dos números finais.

Voltar ao início

4. Venda de óleo Rerrefinado

A indústria do rerrefino colocou no mercado brasileiro, no primeiro semestre  de 2018, um total de cerca de 122 mil m3, representando algo como 17,4% do mercado brasileiro total de óleos básicos.

Voltar ao início

5. Importação de óleos básicos

O Brasil importou, de janeiro a junho de 2018, cerca de 273,4 mil metros cúbicos. Esse volume significa 39% de todo o óleo básico consumido no país, nesse período.

Voltar ao início