Saldo da balança comercial no semestre totaliza US$ 30 bi

20

A balança comercial brasileira registrou um saldo de US$ 30 bilhões no primeiro semestre de 2018, US$ 6 bilhões a menos que o registrado em igual período de 2017. Os dados são do Indicador do Comércio Exterior (Icomex), divulgado na manhã da última quinta-feira (19), pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Saldo da balança comercial no semestre totaliza US$ 30 bi
Saldo da balança comercial no semestre totaliza US$ 30 bi

Somente as exportações mostraram um evolução de 1,1% de janeiro a junho desse ano, enquanto as importações cresceu 4,1%, em volume. Os preços, por sua vez, dos produtos importados acusaram um aumento da ordem de 9,2% no acumulado do semestre.

Segundo a FGV, os resultados mostram que o efeito da desvalorização do real em relação ao dólar ainda não se fez sentir nos fluxos comerciais, em especial nas importações. A taxa de câmbio real efetivo calculada pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV) registrou uma desvalorização de 11% entre janeiro e junho, o que poderia impactar negativamente as importações.

“O efeito câmbio não é imediato e outros fatores influenciam nos fluxos de comércio. No caso das importações o nível da atividade doméstica é o principal e até maio ainda se esperava crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) na ordem de 2,5/2,8%. A reversão das projeções para valores próximos a 1%, a partir do final do semestre sugere que, além do efeito defasado do câmbio, as importações deverão ter uma maior desaceleração”, avaliou a FGV, em nota oficial.

No caso das exportações, o efeito do câmbio ajudou no crescimento de 9,7% das não commodities no primeiro semestre. As commodities tiveram expansão de 2,9% em relação ao primeiro semestre de 2017. (Frota & Cia/José Augusto Ferraz)