Honda registra patente para nova retrô de 6 cilindros

0
93

Honda registra patente para nova retrô de 6 cilindros. Modelo reviveria história da CBX 1050 e da RC166 campeã mundial com Mike Hailwood.

Honda registra patente para nova retrô de 6 cilindros
Honda registra patente para nova retrô de 6 cilindros

O escritório de registro de patentes do Japão recebeu desenhos do projeto de uma nova Honda com motor de 6 cilindros em linha. Seria um modelo retrô esportivo cafe racer, como a Triumph Thruxton, com um novo propulsor. O 6 em linha teria comando duplo e 24 válvulas como na CBX 1050 de 1978. Desta vez, no entanto, a refrigeração seria líquida – apesar das aletas previstas para fins estéticos.

O novo modelo retrô pode ser o substituto da CB 1100 lançada em 2010, refrigerada a ar e que dificilmente se adequará aos limites de emissões previstos pela norma Euro 5 a partir de 2020. Após a proliferação de opções incluindo Thruxton R, BMW R NineT e Kawasaki Z900 RS a CB também parece ultrapassada. Seus cromados se inspiraram na CB 750 e o motor 4 em linha atinge apenas 90 cv e 9,2 kgf.m.

Honda retrô referencia histórico em corridas

Mais do que remeter à icônica CBX, a nova retrô faria referências ao histórico anterior de corridas da Honda. Na década de 1960 as RC usaram 6 cilindros, que depois permitiriam à marca produzir motor multicilíndricos compactos em série como o da CBX. A mais vitoriosa delas foi a RC166 com a qual Mike Hailwood dominou os campeonatos mundiais de 1966 e 1967.

Pelas imagens das patentes é possível notar componentes de suspensão e freio superiores aos da atual CB 1100. Garfo invertido na dianteira, amortecedor único com link na traseira, pinças radiais… E não só a carenagem com o grande círculo do number plate, os semi-guidões e o monoposto lembram a RC166. Os desenhos do chassi tubular, das aletas no motor inclinado à frente e das ponteiras triplas têm origem inegável.

Fãs da CB não devem ficar desapontados, afinal não seria improvável a Honda criar dois modelos sobre a mesma plataforma. A cafe racer remeteria à RC166 e uma naked, sem carenagem e mais confortável, reeditaria a CBX 1050. Assim como existem as variações nas famílias retrô de Triumph, BMW, Kawasaki, Ducati…