Financiamento de veículos recua 1,7% em abril

Crédito, Banco Central, financiamentos, inadimplência

0
16

FinanciamentosFinanciamento de veículos

O total de crédito para o financiamento de veículos voltou a cair em abril após crescer em março, de acordo com dados do Banco Central divulgados na segunda-feira, 28. Os números apontam que o valor liberado para o setor recuou 1,7%, passando de R$ 8,6 bilhões em março para R$ 8,4 bilhões em abril. É a segunda queda do ano: a primeira foi registrada em fevereiro, quando os financiamentos de veículos demandaram R$ 6,9 bilhões, valor que ficou 19,1% abaixo sobre o verificado em janeiro.

Saldo das carteiras

Com isso, o saldo das carteiras avançou 1% no comparativo mensal, ao atingir R$ 155,4 bilhões, o maior valor já registrado nos últimos doze meses. Já na comparação do saldo de 2017, que tem como base o resultado de dezembro, o saldo atual de abril está 3,8% maior, refletindo a recuperação do mercado de veículos leves e pesados no período.

Outro dado positivo para o sistema financeiro é a inadimplência, que embora não tenha caído na passagem de março para abril, se manteve no mesmo patamar, de 3,6%, sendo este o menor índice dos últimos 12 meses. Vale lembrar que o indicador – que revela os atrasos nos pagamentos – começou o ano em 3,8%, caindo para 3,7% em fevereiro. É a primeira vez, portanto, que a inadimplência fica estável neste ano.

Para o consumidor

Já para o consumidor, a boa notícia é a taxa de juros, cuja média para o financiamento de veículos vem caindo mês a mês, seguindo a tendência do mercado como um todo, aproveitando as reduções consecutivas da taxa Selic, que hoje está em 6,5%. Os dados do BC apontam que a taxa ficou em 21,5% em abril contra 21,8% em março. Em janeiro, o índice era de 22,7% e há um não, em abril de 2017, a taxa média de juos estava em 24,4% ao ano.

O Banco Central não divulgou o balanço do prazo médio dos financiamentos, que vinha apresentando oscilação irrisória. O último dado disponível de fevereiro consta prazo médio de 42,6 meses.