Cidades inteligentes: Brasil ainda não aderiu a ideia

0
41

De acordo com a pesquisa TIC Governo Eletrônico 2017, publicada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), apenas 18% dos municípios brasileiros possuem planos de cidades inteligentes implantados.

Apenas 18% dos municípios brasileiros têm planos para cidades inteligentes
Apenas 18% dos municípios brasileiros têm planos para cidades inteligentes

Entre as possibilidades de planos, são consideradas coisas como pagamento de passagem de ônibus com cartão eletrônico, monitoramento remoto de semáforos, fluxo de trânsito e iluminação pública.

“Região Centro-oeste é, proporcionalmente, a que mais conta com municípios que já adotam planos de cidades inteligentes”

Vale destacar ainda que a região Centro-oeste é, proporcionalmente, a que mais conta com municípios que já adotam planos de cidades inteligentes. Por lá, 21% das cidades já adotaram alguma tecnologia dessa natureza. No Sudeste, esse índice é de 20% e, no Nordeste, é de 19%. As regiões Norte e Sul ficam na lanterna, com 15% e 14% respectivamente.

Cidades inteligentes – a problemática

Contudo, é interessante destacar que são mais de 5 mil municípios no Brasil, e grande parte deles tem populações muito pequenas, o que inibe investimento em equipamentos para cidades inteligentes. Felizmente, 70% das grandes cidades, com mais de 500 mil habitantes, já adotam alguma tecnologia de cidades inteligentes, um índice que é maior entre as capitais brasileiras, chegando a 77%.

A TIC Governo Eletrônico 2017 ainda revela que a tecnologia mais adotada pelas capitais no que diz respeito a cidades inteligentes é o cartão eletrônico para pagamento de passagem do transporte coletivo. Esse recurso está presente em 81% delas. Semáforos conectados, que permitem controle remoto para aliviar fluxo de veículos, estão em 69% dessas cidades. A implantação de aparelhos de GPS em ônibus também é comum.

“Oficinas e espaços de coworking funcionam em apenas 38% das capitais brasileiras”

É interessante destacar ainda que, na área da inovação, há poucas inciativas por parte dos municípios brasileiros. Oficinais e espaços de coworking funcionam em apenas 38% das capitais brasileiras.

Por outro lado, uma tecnologia que as cidades do país parecem ter finalmente aderido é a implementação de sites na internet para as prefeituras, os quais prestam serviços diversos aos cidadãos.