Manutenção na agroindústria: além da entressafra

0
93
Manutenção na agroindústria
Manutenção na agroindústria

Manutenção na agroindústria – além da entressafra: Assim como em qualquer outro ramo das atividades industriais, nos segmentos da agroindústria a atenção com a manutenção dos maquinários deve ser uma constante. Manter um processo de manutenção regular dos equipamentos industriais é uma atividade que reflete na redução de custos com o reparo dessas máquinas, com a substituição de peças, bem como evita perdas produtivas com a parada das operações para ações de manutenção mais pesadas.

Em alguns segmentos da agroindústria, como o setor sucroalcooleiro, isso representa maior disponibilidade dos equipamentos durante o período da moagem da safra de cana-de-açúcar, quando os equipamentos costumam trabalhar 24h por dia.

Tradicionalmente, as usinas desse setor priorizam realizar trabalhos de manutenção durante o período de entressafra, que vai do fim de dezembro até abril. Trata-se de uma fase em que as usinas costumam faturar cerca de 4% a 5% do total do ano. É um período, portanto, que possibilita intervenções mais complexas de manutenção.

Entretanto, há equipamentos mais críticos, necessários ao longo do processo produtivo. Esse maquinário demanda um planejamento dos processos de manutenção. Isso compreende uma rotina de inspeção, verificação, além do uso de técnicas e processos de manutenção preditiva, mesmo durante a operação ao longo da safra, a fim de identificar sinais de possíveis falhas.

Como realizar a manutenção preditiva

Nas usinas do setor sucroalcooleiro, o maquinário costuma ser exigido de maneira intensa nos períodos de safra, operando, muitas vezes, de forma ininterrupta por dias. Isso faz com que naturalmente esse tipo de equipamento esteja mais suscetível a danos e desgastes, sejam eles reparáveis  ou que demandem substituição das peças.

Isso requer um período maior de reparos e/ou troca de peças e componentes. Essas ações se encaixam perfeitamente, portanto, na fase de manutenção de entressafra – ainda que esse período venha se tornando cada vez mais curto na agroindústria sucroalcooleira.

Mesmo assim, torna-se de suma importância o uso de técnicas avançadas de manutenção preditiva durante o período de safra, com o objetivo de monitorar e averiguar o estado da operação e de seus aparelhos mais importantes e, assim, ser mais assertivo no planejamento das grandes intervenções que precisem ser feitas na manutenção de entressafra.

Como fazer um planejamento para a manutenção de entressafra

As usinas sucroalcooleiras vêm reduzindo periodicamente o tempo de entressafra como forma de aumentar a produção de etanol e açúcar ou para a cogeração energética. O tempo reduzido da fase entre uma safra e outra demanda um planejamento ainda maior da manutenção de entressafra, de forma a não prejudicar o início da safra seguinte. Dessa maneira, o grande desafio é saber utilizar as devidas ferramentas, as técnicas e os dados para uma tomada de decisão assertiva para tal fase.

Umas das ferramentas mais importantes, nesse sentido, é o Planejamento de Controle de Manutenção, ou PCM, que ajuda nas decisões de manutenção preditiva e preventiva em conjunto com as ferramentas de análise de óleo, análise de vibração e outras. Isso ajuda, por exemplo, a determinar a hora certa para a troca de um componente ou a realização de ações visando a prolongar a vida útil dos equipamentos.

Manutenção na agroindústria – Conclusão

Como vimos, a manutenção de entressafra compreende uma série de ações que podem ser realizadas no período entre as colheitas da indústria sucroalcooleira. Trata-se de uma fase de baixa produção e que deve ser aproveitada para trabalhos de manutenção assertiva no maquinário, exaustivamente exigido durante o período de safra. Tal fase, no entanto, requer rigoroso planejamento de manutenção preditiva, que auxilia na tomada de decisão sobre o que deve ser feito na fase de manutenção de entressafra.