Montadoras avançam no mercado doméstico

0
41

Montadoras avançam no mercado doméstico e ociosidade deve recuar. No 1º bimestre, as vendas de veículos no Brasil cresceram quase 20%, sinalizando que o setor caminha paulatinamente para recuperar a utilização da capacidade nas linhas de montagem.

Montadoras avançam

As montadoras estão finalmente conseguindo resultados positivos em todas as frentes de atuação no País. Com o avanço contínuo das exportações e a melhora do mercado doméstico, a ociosidade nas linhas de produção deve recuar até o final do ano.

“A retomada da confiança do consumidor, resultado da queda do nível de desemprego, e os juros caindo contribuem para consolidar a perspectiva de crescimento do mercado interno”, afirmou ao DCI o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale.

Vendas de veículos

As vendas de veículos no Brasil tiveram crescimento, em fevereiro, de 15,7% na comparação anual, para 156,9 mil unidades, informou nesta terça-feira (06) a entidade. Com esse desempenho, no acumulado do primeiro bimestre houve avanço de 19,5% dos licenciamentos sobre o mesmo período de 2017, para 338,1 mil veículos.

Ainda de acordo com a Anfavea, a média diária de vendas de veículos no mês passado foi de 8.717 unidades. “O primeiro bimestre é sazonalmente mais fraco, porém só tivemos esse desempenho, em 2017, a partir do mês de abril”, pontua o dirigente.

Para a economista da Tendências Consultoria, Isabela Tavares, o brasileiro está mais confiante para entrar em um financiamento. “Agora, com as taxas de juros diminuindo e uma oportunidade melhor no crédito, principalmente para bens duráveis, está mais fácil comprar um automóvel.”

Montadoras avançam no mercado doméstico e ociosidade deve recuar
Montadoras avançam no mercado doméstico e ociosidade deve recuar

Megale acrescenta que, neste cenário, as montadoras devem encerrar o ano com uma ociosidade média de 39%, contra cerca de 50% no fim de 2017. “O cenário macroeconômico é positivo e o brasileiro quer comprar seu carro novo.”

As vagas de emprego continuam crescendo no setor automotivo. Em fevereiro, 1.470 postos de trabalho foram gerados nas montadoras em relação ao contingente de janeiro. Considerando os últimos 12 meses, o saldo é de 3.162 vagas criadas, informa a Anfavea.

Conforme projeção da entidade, neste ano, os licenciamentos de veículos devem ter crescimento de 11,7%, para 2,5 milhões de unidades. A Tendências está ainda mais otimista para o desempenho do mercado doméstico. Segundo Isabela, as vendas devem crescer 15,7% em 2018, com os veículos leves puxando o crescimento do setor.

Produção

A produção de veículos cresceu 6,2% em fevereiro na comparação anual, para 213,4 mil unidades, informou a Anfavea. De acordo com a entidade, trata-se do maior volume produzido para o mês desde 2014. Com isso, o setor acumulou no primeiro bimestre 431,6 mil veículos produzidos, alta de 15% em relação a igual período do ano passado.

Somente em caminhões, segmento que vinha enfrentando quedas amargas nos últimos três anos, a produção no bimestre atingiu 14,5 mil unidades, alta de 47,8% na comparação anual.

Já as exportações de veículos e máquinas agrícolas, em valores, somaram US$ 1,479 bilhão em fevereiro, alta de 23,7% na comparação anual. No acumulado do ano, houve crescimento de 24,8%, para US$ 2,513 bilhões.

Nos dois primeiros meses do ano, houve incremento de 7,2% das exportações, para 112,7 mil unidades.

Usados

Em fevereiro, foram comercializados 986,3 mil veículos seminovos e usados, contra 1,14 milhão de unidades no mês anterior, informou nesta terça-feira (06) a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto). No acumulado de 2018, já são 2,13 milhões de veículos usados vendidos. A maior procura foi por veículos com nove ou mais anos de uso.