Fuchs e Nynas mostraram força nos resultados em 2017

0
114

 

 

 

 

 

A Fuchs Petrolub SE e a unidade de negócios de óleos naftênicos da Nynas relataram aumento de lucros e vendas em 2017. Aquisições e elevação do preço do petróleo foram fatores que ajudaram às duas empresas a apresentarem bons resultados, embora resultados externos tenham sido impactados por dólar fraco.

Fuchs

A Fuchs, com sede em Mannheim, na Alemanha, registrou um lucro após impostos de 269 milhões de Euros (US$ 330,9 milhões) para 2017, um aumento de 3,5% em relação a 2016, de acordo com dados provisórios divulgados em 22 de fevereiro.

A Fuchs reportou cerca de 2,5 bilhões de Euros em receita de vendas em 2017, um aumento de 9,1%.

As vendas na Europa aumentaram 7%, para 1,5 bilhão de Euros. Na Ásia-Pacífico, a receita de vendas da empresa subiu 18%, para 733 milhões de euros. “As principais empresas da China, Austrália e África do Sul registraram taxas de crescimento de dois dígitos, em particular devido ao aumento nos volumes de vendas”, observou o produtor independente de lubrificantes, em seu comunicado de imprensa provisório. Na América do Norte e do Sul, as receitas de vendas aumentaram 13%,, para 393 milhões de Euros. As aquisições realizadas em 2016 contribuíram com 5% para o aumento das receitas de vendas de 2017 nessa região.

Nynas

A unidade de negócios de óleos naftênicos da Nynas, que fornece principalmente óleos básicos, reportou um lucro, antes de juros, impostos, depreciação e amortização, de 318 milhões de Coroas Suecas (US$ 38,9 milhões) no trimestre findo em 31 de dezembro, representando grande melhora comparada à perda de 10 milhões de Coroas, no EBITDA do mesmo período, em 2016. Para o ano de 2017, o EBITDA da unidade de negócios atingiu 807 milhões de Coroa, um aumento de 59,5% em relação às 506 milhões de Coroas anteriores.

As vendas externas da unidade de negócios de óleos naftênicos da Nynas atingiram quase 2 bilhões de Coroas, no quarto trimestre, um aumento de 0,6%. Esse valor foi afetado negativamente pelo dólar americano mais fraco, mas ajudado por volumes de vendas ligeiramente maiores e margens aumentadas, disse a empresa.

Para o ano completo de 2017, as vendas externas da unidade de negócios aumentaram para quase 7,7 bilhões de Coroas, 13,9% acima dos 6,8 bilhões de coroa em 2016. A Nynas, com sede em Estocolmo, na Suécia, atribuiu a melhoria de vendas no ano inteiro aos preços mais altos do petróleo e ao aumento do volume de vendas, apesar do impacto negativo do dólar mais fraco dos EUA.

No relatório interino, Nynas explicou que o impacto cambial no quarto trimestre foi negativo principalmente devido a um dólar americano mais fraco em 8% e a uma Libra Esterlina mais fraca de 2%, comparados à Coroa Sueca, em relação a 2016, enquanto o Euro permaneceu inalterado. “A margem da Nynas foi impactada pela taxa de câmbio do Dólar americano, quando convertida para a Coroa Sueca, em particular para os óleos naftênicos”, afirmou a empresa.

Referindo-se aos resultados combinados, o presidente e CEO Gert Wendroth disse no relatório interino da empresa que o quarto trimestre mostrou uma boa recuperação do negócio com fortes vendas em todos os segmentos, de 5% em relação ao trimestre anterior. “Os óleos naftênicos em particular tiveram um trimestre forte com boas vendas e margens melhoradas apesar de vários problemas de oferta”, afirmou Wendroth.