Setor de autopeças: acelerando em 2018

410

Setor de autopeças acelerado. À frente há quase duas décadas do sistema Sincopeças/Assopeças, Ranieri Leitão assume mais 4 anos a presidência da entidade. Para a nova gestão, a qual segue até 2022, nada de estagnação.

Setor de autopeças – Autop

“Nós temos este ano algumas coisas interessantes, como a Autop, que é a segunda maior feira de autopeças da América do Sul e já está com mais de 70% dela comercializada. Estamos felizes com sua percepção não só do público-alvo, como as empresas expositores”, pontua Ranieri.

O evento acontecerá dos dias 15 a 18 de agosto no Pavilhão Oeste do Centro de Eventos, logo à frente da avenida Washington Soares, e ultrapassará o número de 200 fábricas expondo e gerando negócios.

Setor de autopeças - Autop
Setor de autopeças – Autop

É esperado uma média de 50 mil visitantes nos quatro dias de feira. “Esse é um público focado, que trabalha com acessórios, autopeças, mecânica automotiva, som, bateria ou ar-condicionado. A gente tem certeza que quem for como público ou expositor será muito beneficiado com as novidades”, destaca.

Além de diferentes produtos, que aparecem a cada ano, estão planejando espaços novos. “Estamos também construindo uma ideia de oficina verde”, completa. Lembrando que as expectativas deste ano superam a quantidade da última edição, quando reuniu acima de 40 mil pessoas e de 180 expositores.

Em 2016, um dos momentos mais marcantes na ocasião foi a posse do Sincopeças Brasil. “Onde nós orgulhosamente assumimos. E agora nesta Autop 2018 vamos aproveitar para fazer posse oficial da Sincopeças/Assopeças/Assomotos”, ressalta.

Expedição

Este ano também é de Missão Empresarial. A primeira exploração de novas formas de mercado foi em 2012 nos Estados Unidos. Em seguida, em anos alternados, o Sistema organizou um grupo para Alemanha e depois Espanha para conhecer os seus principais fabricantes e suas redes de negócios. Em novembro, a Europa continua na mira. Em uma programação de uma semana, o destino será a França.

Em grupo máximo de vinte empresários, alguns nomes se repetem entre as edições. Conforme Ranieri, mal acaba a viagem e os participantes pedem para deixar seu nome na lista da próxima. “Nós precisamos aprender e trazer essas inovações para o Ceará e Brasil também”, acrescenta.

Criação

Nos últimos dois anos uma novidade vem nascendo aos poucos no Sistema Sincopeças/Assopeças: é o Instituto Autop.

“Nós temos um grande desejo de mudar o perfil dos profissionais do nosso setor, principalmente dos aplicadores. Então, estamos criando esse Instituto, que é um projeto nosso, e este ano vai sair do papel, foi aprovado pela diretoria do Sistema. Acredito que entre maio e junho estaremos prontos. Um dos objetivos é qualificar jovens ao mercado”, afirma.

De acordo com Ranieri, existe uma carência atual por profissionais mais qualificados. A ideia do Instituto é mudar essa realidade. “Nós temos que nos superqualificar até para evitar que em futuro próximo empresas de outros países possam vir aportar e tomar nosso mercado. Esse é o nosso cuidado”, alerta. Fora o Instituto, os cursos promovidos pelo Sistema, em parceria com o Senai continuam vivos com aula praticamente diárias em sua sede.

Ainda no quesito formação, mais uma pontuação. “Temos inclusive uma novidade em relação à Universidade de Gestão Corporativa, que é a UGC à distância. Estamos preparando, já se encontra em fase de finalização, e até o fim de março temos tudo concluído”, ressalta Ranieri.

Diante de tantas novidades nos últimos anos e para 2018, Ranieri não perdeu a empolgação do primeiro mandato. “Eu sou muito feliz em estar aqui, representando o meu setor. Faço isso com paixão. E a equipe está sempre comprometida. Estamos há mais de 14 anos nesse projeto e nossa ideia e visão é uma só: fortalecer a cadeia de autopeças e reparação automotiva no Ceará”, finaliza.

Mais informações:
Autop 2018
Data: 15 a 18 de agosto
Local: Centro de Eventos
(Pavilhão oeste)
http://autopceara.com.br/
(Diário do Nordeste/Camila Marcelo)