Mercado Brasileiro de Lubrificantes fechou 2017 com estabilidade

0
1674

Mercado Brasileiro de Lubrificantes

Números de 2017

Para apresentar uma análise do mercado brasileiro de lubrificantes, utilizamos inicialmente os números apresentados abaixo, que estão de acordo com os dados informados pelos produtores e importadores ao Sistema de Movimentação de Produtos – SIMP, da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP.

Você encontrará abaixo os seguintes conjuntos de dados:

1. Venda de produto acabado
2. Participação de mercado por companhia
3. Produção de óleo básico nas refinarias brasileiras
4. Produção de óleo Rerrefinado
5. Importação de óleos básicos

1. Venda de óleo lubrificante acabado

Consolidando os números apresentados pela ANP, para o ano de 2017, o mercado brasileiro de lubrificantes chegou ao fim do ano com um volume de vendas superior a 1,273 milhão de metros cúbicos, o que significa praticamente uma estabilidade com relação ao ano de 2016, quando foi atingido 1,276 milhão de m3. Esta estabilidade pode ser considerada uma recuperação, pois interrompe a série de quedas de quase 16% iniciada em 2014. Este desempenho está ligado diretamente à recuperação econômica e ao movimento do PIB brasileiro.

Já é tradicional um desempenho fraco no mês de dezembro, e no ano passado não foi diferente, tendo sido novembro também um mês de queda. Não fosse isso, poderíamos ter tido até um ligeiro crescimento do mercado.

Voltar ao início

2. Participação de mercado por companhia

A BR Distribuidora continua liderando o ranking das distribuidoras de lubrificantes no Brasil, com 22,5%, tendo as seis maiores empresas do setor, que são associadas à Plural (Ex Sindicom), detendo uma participação de 82,4% do mercado. Com a criação da ICONIC este ano, e somando-se os percentuais de Ipiranga e Chevron, vemos nascer a nova líder de mercado com cerca de 23,9%

Voltar ao início

3. Produção de óleo básico nas refinarias brasileiras

A produção de óleos básicos nas refinarias do Brasil terminou o ano com um total em torno de 593,6 mil metros cúbicos, significando uma queda de 3,7% com relação ao ano passado .

Voltar ao início

4. Venda de óleo Rerrefinado

A indústria do rerrefino colocou no mercado brasileiro em 2017 um total de 249.337 m3, o significou um aumento de quase 4% com relação ao ano anterior, o que é bastante interessante, se observarmos que não houve crescimento do mercado de óleos acabados.

Voltar ao início

5. Importação de óleos básicos

A importação de óleos básicos atingiu em 2017 o volume de 374,7 mil toneladas, equivalentes a 416 mil metros cúbicos. A queda no volume importado também foi impactada pelo fraco desempenho de dezembro. Esse volume significou que o Brasil importou no ano passado, 31,4% de suas necessidades de óleos básicos.

Voltar ao início