Chevrolet Cruise AV é autônomo sem volante chega 2019

Sem pedais ou volante, carro será usado por sistemas de compartilhamento

0
81
GM’s planned Cruise AV driverless car features no steering wheel or pedals in a still image from video released January 12, 2018. General Motors/Handout via REUTERS

Cruise AV

Percebeu algo de diferente do lado de dentro do Cruise AV? É isso aí, o novo carro da Chevrolet não tem volante, pedais ou qualquer outro controle para os ocupantes. A General Motors e a Cruise Automation entraram com um pedido para que o Departamento de Transportes dos Estados Unidos permita que uma frota de AV esteja nas ruas em 2019, funcionando de forma totalmente autônoma.

Operar de forma segura

Ainda não revelaram muitos detalhes sobre o carro. A GM apenas promete que o Cruise AV irá “operar de forma segura por conta própria”. Como é evidente no vídeo divulgado, o painel do veículo terá um desenho semelhante ao dos carros atuais da Chevrolet, assim como uma tela central para o sistema multimídia, só que sem um volante no lado do motorista. Os encostos de cabeça têm telas na parte de trás, para quem viaja no bancos traseiro. O Cruise AV será baseado nos protótipos do elétrico Chevrolet Bolt, que a GM já vem utilizando para testar as tecnologias autônomas. A empresa disse em um documento que os usuários poderão chamar o veículo por um aplicativo para smartphones e que o carro irá sozinho até o local combinado.

 

Site Automotive News

De acordo com o site Automotive News, o veículo será usado como um serviço de carro compartilhado, que pode ser operado pela própria GM ou por sua parceira, a Lyft. A petição enviada pela GM para o governo norte-americano pede que o carro seja isento de certas regras de segurança para automóveis. Segundo o AN, o Cruise AV, por exemplo, não terá um airbag no volante, e sim uma bolsa inflável no painel, como do lado do motorista. A GM descreve o carro como a “quarta geração” de seus veículos autônomos.

Startup Cruise Automation

A GM comprou a startup Cruise Automation com o intuito de acelerar o desenvolvimento de veículos autônomos, investindo pelo menos US$ 14 milhões para expandir as pesquisas. Também adquiriu outra empresa chamada Strobe, que produz os sensores a laser com tecnologia LIDAR, para ajudar a guiar os carros.

Não é a única companhia a desenvolver carros autônomos. Empresas como Uber e Lyft vem experimentando esta tecnologia, assim como a Waymo, subsidiária da Google.