quarta-feira, dezembro 13, 2017
Home Carro e Moto Primeira moto da Curtiss Motorcycles já tem data para sair

Primeira moto da Curtiss Motorcycles já tem data para sair

0
54
1911 Curtiss Marvel
1911 Curtiss Marvel

Curtiss Motorcycles

Hercules, modelo da Curtiss Motorcycles, marca norte-americana recriada após a junção da antiga Confederate com a Zero, já tem data para debutar no cenário mundial. Em seu perfil no Instagram (@officialcurtissmotors), a fabricante mostrou dois teasers: um com a silhueta da custom, que será totalmente elétrica e o outro com a data de 05 de maio de 2018, na qual o modelo fará sua primeira aparição.

O anúncio chega poucos meses depois da apresentação da última moto fabricada pela Confederate ao público, a FA-13 Combat Bomber, que nós mostramos aqui. Na ocasião, o CEO da marca, Matt Chambers, concedeu entrevista ao jornal californiano Los Angeles Times e explicou que o novo nome é uma homenagem a Glenn Curtiss, aviador dos Estados Unidos, que estabeleceu recordes de velocidade em duas rodas com motos de fabricação própria.

E também uma forma de se livrar de controvérsia, uma vez que o nome anterior era alusivo aos Confederados, grupo sulista na Guerra de Secessão dos Estados Unidos, comparado hoje em dia pelos estado-unidenses com a direita radical do País. “Acredito que perdemos uma série de negócios por causa desse nome”, disse Chambers ao periódico de Los Angeles.

Sobre a nova moto

Sobre a nova moto, o diretor de design da Curtiss, Jordan Cornille, garante que terá linhas marcantes e será reconhecida como um trabalho do mesmo time responsável pelos exóticos modelos da Confederate. “Quando você ver uma motocicleta da Curtiss, você vai saber que foi feita pelo mesmo time da Confederate”, diz ele em entrevista ao site The Vintagent. Ao veículo, também foi revelado que a Hercules terá dois motores ZF da Zero, sendo que cada um deles produz 70 cv de potência e 16 kgf.m de torque. “Nós estamos nos transformando de uma marca com jeito de estúdio de arte, que construia motos com foco na emoção para uma companhia de design focada em resolver o problema da mobilidade urbana”, finaliza Cornille.