Cornering light e farol direcional são a mesma coisa?

Sistemas auxiliam a condução em locais pouco iluminados, mas funcionam de formas distintas

0
51

Cornering light e farol direcional

São coisas diferentes.

Cornering light

cornering light, ou “luz de curva”, em uma tradução ao pé da letra, é um sistema de iluminação estática lateral oferecido em alguns modelos, como explica o engenheiro Alessandro Rubio, membro da Comissão de Segurança Veicular da SAE Brasil (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade).

Em geral, esse recurso utiliza o farol de neblina, acendendo apenas um dos lados. Essa função é ativada toda vez que o sistema reconhece a realização de uma manobra – seja pelo acionamento da seta ou por meio do esterçamento da direção.

Mais simples, a função de cornering light identifica quando o condutor faz uma manobra (Renault/Divulgação)

Neste momento, uma das luzes de neblina é ligada para ampliar o campo de visão para o qual o motorista pretende ir.

Alguns modelos trazem uma função adicional para manobras de marcha a ré. Nesta situação, os dois faróis de neblina são acesos até o motorista engatar a marcha Drive.

Farol direcional

Já o farol direcional (ou adaptative headlight) movimenta as luzes do conjunto óptico de maneira independente e automática, melhorando a iluminação para diferentes situações, de acordo com o sentido do volante.

É um recurso para iluminar estradas ou ruas nas quais o condutor precisa de uma iluminação mais focada em situações de curva.

Além de adequar-se à direção de cada curva, alguns modelos de veículos mais recentes contam com um sistema que se adapta a diferentes padrões de velocidade e condições climáticas.

Carros mais sofisticados contam também com um recurso que reduz a intensidade do facho da luz (ou direciona o facho para outra direção) ao identificar um veículo trafegando em sentido contrário, diminuindo as chances de ofuscamento da visão do outro condutor.