Você sabe que a relação entre você e seu carro está para mudar?

0
40

Você sabe que a relação entre você e seu carro está para mudar?

Por: Aaron Stone
Tradução e adaptação: Gustavo Eduardo Zamboni

Os avanços recentes na Inteligência Artificial (AI) estão prestes a mudar para sempre o nosso cotidiano. Algumas dessas mudanças são realmente obvias porém outras não são. Uma das mudanças mais importantes será a introdução de veículos autônomos, pois, para a maior parte das famílias, comprar um carro é a segunda maior despesa, depois da compra da casa própria.

Você sabe que a relação entre você e seu carro está para mudar?
Você sabe que a relação entre você e seu carro está para mudar?

Pesquisas realizadas demonstraram que, hoje, um carro está entre 95% e 97% do tempo estacionado, seja numa garagem ou em um estacionamento, juntando poeira. Muitos desses proprietários de carros gostam de dirigir, mas estão simplesmente muito ocupados, trabalhando ou realizando outras tarefas, para aumentar o percentual de tempo em que seu carro é utilizado.

O futuro não é ficcção

Imagine então um futuro em que seu carro possa operar por conta própria, independentemente dos passageiros estarem ou não dentro dele. Isto nos leva a pensar que, em vez de uma família possuir vários carros, talvez um ou nenhum carro seja suficiente. O carro também poderá dirigir-se sozinho a um posto de gasolina para encher o tanque ou recarregar a bateria, ou a uma oficina para manutenção por conta própria, sem que o proprietário esteja presente. Alguns anos atrás, essa situação teria parecido fantasia ou ficção científica, no entanto, a possibilidade de isso acontecer está se tornando cada vez mais real.

Alguns dos cenários futuros

Gary Parsons, gerente global de ligação com a indústria da Chevron Oronite, destacou alguns dos cenários futuros em uma palestra realizada na celebração do centenário da Chevron Oronite em maio, em New Orleans, LA., onde a empresa tem uma planta de aditivos. Um papel chave da equipe de Parsons é descobrir as tendências regulatórias e outros desenvolvimentos que afetarão os mercados globais de aditivos e lubrificantes.
Sem dúvida, os desenvolvimentos nessa área são abundantes.

Similar à chegada dos veículos elétricos, a tecnologia de veículos autônomos parece ser a nova “corrida armamentista” para os fabricantes de equipamentos (OEMs). Reconhecendo a importância dessa nova onda tecnológica, as montadoras tradicionais, os novos especialistas em veículos elétricos e as empresas de tecnologia não tradicionais estão se esforçando para se envolver e alterar, com sucesso, a indústria automobilística. Ao mesmo tempo, empresas de compartilhamento como Uber, Lyft etc. têm um grande interesse em veículos autônomos, pois o trabalho do motorista é um componente importante do custo.

Clique na revista abaixo e leia o restante do artigo na revista LUBES EM FOCO:

Lubes em Foco 61