O uso de UTTO (Universal Tractor Transmission Oil)

0
54

O uso de UTTO (Universal Tractor Transmission Oil) em sistemas conjugados de tratores agrícolas de pneus

Por: Marcos Thadeu Giacomini Lobo

Tratores agrícolas de pneus são equipamentos móveis bastante complexos, que envolvem elevados níveis de projeto de engenharia e são capazes de operar a velocidades muito mais elevadas que outros equipamentos móveis off-road. Contudo, eles devem demonstrar, também, desempenho confiável a baixas velocidades em aplicações de preparo de solo e colheita. Tratores agrícolas de pneus devem operar em um vasto espectro de temperaturas, variando de climas extremamente frios a condições de calor intenso.

O uso de UTTO (Universal Tractor Transmission Oil) em sistemas conjugados de tratores agrícolas de pneus
O uso de UTTO (Universal Tractor Transmission Oil) em sistemas conjugados de tratores agrícolas de pneus

Devem operar, também, em ambientes extremamente hostis em que lama, poeira, gelo e água são ameaças permanentes. Adicionalmente, os tratores agrícolas de pneus têm que trabalhar com total confiabilidade, visto que falhas inesperadas podem ter grandes consequências financeiras além do custo do reparo em si. Não é de se impressionar, então, que os tratores agrícolas de pneus e os implementos agregados sejam submetidos às condições mais severas no universo dos projetos mecânicos de equipamentos móveis.

UTTO

Essas considerações aplicam-se, também, aos óleos lubrificantes para uso nos sistemas conjugados (caixa de mudanças, reduções finais, diferencial, sistema hidráulico e freios em banho de óleo), produtos que movimentam importantíssimos sistemas operacionais do equipamento e que constituem, em última instância, peça-chave de uma produção contínua e confiável.

Os óleos lubrificantes empregados em sistemas conjugados (caixa de mudanças, reduções finais, diferencial, sistema hidráulico e freios em banho de óleo) de tratores agrícolas de pneus são expostos, de maneira ímpar, a todo tipo de desafio no que diz respeito à formulação. O produto tem que operar de forma adequada desde a partida em climas extremamente frios, devendo manter o seu desempenho em condições de temperatura extremamente elevadas também.

Clique na revista abaixo e leia o restante do artigo na revista LUBES EM FOCO:

Lubes em Foco 61