Renault Megane RS é apresentado no Salão de Frankfurt

0
22

Eterno prometido para o mercado brasileiro, o Renault Megane RS ganhou uma nova geração no Salão de Frankfurt. No lugar do antigo 2.0 turbo, o esportivo agora conta com um motor 1.8 turbo de 280 cv, basicamente o mesmo usado pelo Alpine A110.

Renault Megane RS é apresentado no Salão de Frankfurt
Renault Megane RS é apresentado no Salão de Frankfurt

No motorshow, o fabricante ainda adiantou que a versão Trophy de 300 cv chegará no final de 2018. Mas não fique muito animado, pois ainda não há previsão de chegada oficial do hatch ao mercado brasileiro. As vendas na Europa começam em dezembro deste ano.

A opção de carroceria de quatro portas deixa clara a opção pela praticidade (Foto: Divulgação)O uso de um motor menor não abateu a disposição do hatch esportivo, embora ainda não tenham sido divulgados os dados de desempenho. São 39,7 kgfm despejados nas rodas dianteiras. Pode parecer muita força para apenas um eixo, mas a Renault deu um jeito de separar os elementos de transmissão e de suspensão para inibir saídas de frente ou esterçamento por torque.

Renault Megane RS – sistema 4Control

A dinâmica promete ser de primeira graças ao sistema 4Control, capaz de esterçar as quatro rodas. As rodas de trás seguem a dianteira em curvas de alta velocidade, mas fazem o contrário nas manobras para diminuir o raio de giro. Dê uma olhada no vídeo abaixo com o piloto de Fórmula 1 da Renaut, Nico Hülkenberg, exibe um pouco do novo hot hatch.

Pela primeira vez, há opção de duas transmissões: manual de seis marchas ou dupla embreagem com o mesmo número de relações. A nova geração está disponível em duas versões: Sport e Cup, esta última equipada com diferencial dianteiro de deslizamento limitado para despejar força na roda com mais aderência.

Traseira se destaca pelo enorme extrator e saídas de escapamento (Foto: Divulgação)Em relação ao estilo, o Megane RS continua a ser bem diferente da sua versão civil. Há luzes diurnas de leds com a mesma padronagem da divisão R.S., além de bitolas alargadas e opções de rodas aro 18 ou 19.

Como não poderia deixar de ser, o interior também tem toques exclusivos. Além do quadro de instrumentos específico do RS, cujo conta-giros fica em maior destaque, há também bancos do tipo concha e volante de raio menor e aro mais grossinho. As borboletas para a troca de marchas no modelo de dupla embreagem são enormes, tal como nos superesportivos mais sérios (com Julio Cabral).

Interior se destaca pela decoração esportiva e pelas enormes borboletas do câmbio (Foto: Divulgação)