China anuncia plano para proibir carros a gasolina e a diesel até 2040

0
51

carros a gasolinaO maior mercado automobilístico do mundo está estudando quando implantar uma proibição do uso de carros a gasolina e a diesel. Xin Guobin, vice-ministro da Indústria e Tecnologia da Informação da China, disse que o governo está trabalhando em um cronograma para acabar com a produção e as vendas desses veículos.

Dirigindo-se a um fórum de automóveis em Tianjin, na China, durante o fim de semana, Xin disse que a China estava pensando em seguir os passos de alguns países europeus.

“Muitos países ajustaram estratégias de desenvolvimento … Alguns países elaboraram um cronograma para parar a produção e as vendas de veículos de combustível tradicional”, disse Xin.

“Agora, o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação lançou também um estudo e trabalhará com departamentos relacionados em um cronograma para o nosso país”, afirmou.

Banir carros a gasolina e diesel é projeto para reduzir emissões

A China enfrenta uma batalha árdua para atingir seus objetivos de reduzir as emissões de carbono por unidade de PIB, em 60% a 65% até 2030, e fazer com que os combustíveis não fósseis sejam 20% do consumo de energia primária, acrescentou Xin.

O Ministério da Proteção Ambiental disse que as emissões de veículos representaram mais de 80% das emissões de monóxido de carbono e de hidrocarbonetos da China, e 90% de suas emissões de óxidos de nitrogênio e particulados.

Veículos e baterias de novas energias são partes importantes dos planos de Pequim para transformar a China em uma potência de alta tecnologia. Mas, com quase 200 milhões de veículos registrados até o final de 2016, apenas 1,09 milhões ou 0,5% são veículos de energia nova atualmente.

Os consumidores chineses representaram 53% dos 774 mil carros elétricos vendidos em todo o mundo em 2016. Projeções da indústria estimam que a China deverá produzir 750 mil veículos de novas energias no próximo ano para atender à demanda do mercado.

Proibição na China forçará indústria para elétricos

Uma proibição total dos carros a gasolina e a diesel, que provavelmente ocorrerá após 2040, de acordo com Channel News Asia, de Cingapura, no maior mercado automotivo do mundo, ajudará a forçar as montadoras locais e globais a se deslocarem para veículos elétricos. O governo oferece subsídios generosos aos fabricantes de veículos de novas energias. Também planeja exigir que as montadoras ganhem créditos suficientes ou os comprem de concorrentes com um superávit, no âmbito de um novo programa de comercialização para economia de combustível e redução de emissões.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC), a principal agência de planejamento da China, também disse que não aprovará novos projetos de carros movidos a combustíveis fósseis.