Vídeo – Novo Polo terá desenho exclusivo para o Brasil

0
67


Novo Polo brasileiro

Aos poucos, a Volkswagen mostra o Novo Polo brasileiro. Depois de falar sobre a plataforma MQB e tecnologia embarcada, a marca abriu as portas da Ala 17 de São Bernardo do Campo, onde são desenvolvidos os projetos e testes, para mostrar o que o novo hatch trará em segurança e design. E a promessa é ir além do que oferece a concorrência.

Dentro da Ala 17, são realizados diversos testes, inclusive de impacto. Não podemos reproduzir os vídeos mostrados por Antonio Carnielli Jr., engenheiro responsável pela parte de acabamento, carroçaria e acabamento. Mas, segundo ele em sua apresentação, tudo o que é feito aqui segue as regras mundiais do grupo. Ou seja, o Polo estaria pronto para qualquer teste de impacto com capacidade de proteger seus ocupantes com total efetividade.

São três os principais testes feitos

São três os principais testes feitos com os carros físicos completos, além dos virtuais. O primeiro, frontal com barreira a 64 km/h, é o mais “leve”, já que há toda a estrutura frontal para absorver o impacto, além da velocidade de abertura de airbags e ação dos cintos de segurança pirotécnicos (200 micro segundos, tempo de um piscar de olhos desde o começo ao fim do impacto). Segundo Carnielli, até peças do painel, coluna de direção e pedais são projetados para não ferir com gravidade o motorista ou passageiros. Na imagem abaixo, os tipos de metais usados no Polo, cada cor representa um tipo de resistência e função.

VW Polo - Estrutura

Impacto lateral

No momento do polêmico impacto lateral, as imagens mostram que o Polo segura o impacto sem danos aos ocupantes. Além da estrutura reforçada nos pontos como a coluna B, as portas são feitas com diversos tipos de metais em seu interior, cada um com uma função de absorção ou dissipação da energia. E o engenheiro chama a atenção para esse tipo de impacto. Com menos área para absorção de impacto que o frontal, a ação dos airbags precisa ser mais rápida (55 ms), além de maior tempo de projeto da área.

Mas o pior é o impacto com poste. Com uma área ainda menor de dissipação de energia, a estrutura precisa proteger o habitáculo, principalmente no caso do teste, feito em direção à cabeça do motorista. Antes de um piscar de olhos, os airbags já foram acionados e o cinto retraído.

 “Brasil Face”

Sim, o Polo brasileiro terá um desenho exclusivo. Mas apenas uma leve modificação no para-choque dianteiro, feito pela equipe de design da VW Brasil. José Carlos Pavone, Gerente Executivo de Design, foi que mostrou as diferenças em nosso vídeo. Segundo ele, o público brasileiro que consumirá o Polo pede um pouco mais de esportividade, principalmente na dianteira. A inspiração foi o sedã Arteon, substituto do CC, e que ditará as regras de design da marca em próximos lançamentos.

O lançamento oficial do Novo Polo acontecerá no fim de setembro. Enquanto isso, assista ao nosso vídeo diretamente da Ala 17 e veja José Carlos Pavone falando sobre a nova dianteira.

Fotos: Divulgação

Vídeo: Paulo Henrique Trindade