Nova Honda CBR 250RR é miniatura de moto de competição

203

Radical, a miniesportiva da Honda CBR 250RR traz motor de dois cilindros de 37 cavalos e 3 modos de pilotagem.

honda cbr 250rr
Nova Honda CBR 250RR é miniatura de moto de competição

No Japão já está a venda a novíssima Honda CBR 250RR ABS. Com design radical, a miniesportiva oferece equipamentos só encontrados em motos sofisticadas como três modos de pilotagem, acelerador eletrônico, freios ABS, painel totalmente digital e iluminação em LED. Segundo a montadora, a moto promete alto desempenho em função de sua arquitetura, tecnologia e baixo peso.

Ela usa motor de dois cilindros paralelos de 249,7 cc de capacidade, injeção eletrônica de combustível e arrefecimento a líquido. O propulsor oferece perto de 37 cv de potência máxima a 12.500 rpm e atinge torque máximo de 2,3 kgf.m a 11.000 giros. Ou seja, a miniesportiva da Honda gosta de trabalhar em altos giros e o piloto terá que usar bastante o câmbio de seis marchas para manter o motor cheio e atingir os 170 km/h de velocidade máxima.

Porta de entrada ao mundo racing da Honda, a CBR 250RR ganhou grande diferencial perante as concorrentes Kawasaki Ninja 300 e a Yamaha R3 entre eles o acelerador eletrônico (ride by wire) e três modos de pilotagem – Sport, Confort e Sport+. O tanque de combustível é de 14,5 litros e apesar do desempenho, o fabricante informa que a moto faz 40 km/l, em uma simulação rodando a 60 km/h.

Nova Honda CBR 250RR é ciclística de primeira

No quesito visual, a nova moto não fica devendo para as esportivas puras. Na parte frontal, o conjunto óptico foi dividido em quatro feixes de luz, oferecendo aspecto mais esportivo. O duplo escape lateral se destaca pelo desenho ousado e imponente. As pedaleiras em alumínio e a lanterna traseira, também de LED, completam o conjunto digno de uma esportiva racing. Ou seja, ousadia de cabo a rabo!

Toda a parte ciclística está conectada ao chassi fabricado em alumínio. Na dianteira, a 250cc da Honda traz suspensão invertida (upside down) e freio a disco de 310mm de diâmetro, com pinça de fixação radial.

Na traseira, balança em alumínio, monoamortecedor e disco simples de 240mm de diâmetro. Ambas as suspensões têm múltiplas regulagens. Já o sistema de freios ganhou ABS de dois canais. Suas rodas são em liga leve com 17 polegadas de diâmetro usam pneus de perfil esportivo de 110 / 70 na dianteira e 140 / 70 na traseira.

Seu comprimento é de 2.060 mm e a distância entre-eixos de 1.389 mm, tais dimensões mostram que a 250RR será ágil nas mudanças de direção. A novidade pesa 168 kg (a seco) e sua distância ao solo é de 145 mm, enquanto a altura do assento é de 790 mm. Ou seja, ergonomia de uma superesportiva pura, já que o piloto terá de ficar numa condição mais Racing, com o tronco projetado à frente e as pernas recuadas.

No Japão, a CBR 250RR está disponível em três opções de cores: cinza, preto e vermelho. A expectativa da marca é comercializar 3.500 unidades no primeiro ano de vendas. Por lá o modelo custa o equivalente a R$ 21.500.